Cores
2 min
Criado por Giovanna Santos em 25/01/2019 15:28
Atualizado por Giovanna Santos em 19/05/2022 13:59

Com o objetivo de evitar transtornos com as cores é imprescindível que o layout seja enviado em padrão CMYK. Para isso, você deve observar se existe algum objeto em outros padrões, como RGB ou PANTONE®. É muito simples saber se há algum objeto ou imagem em outro padrão de cor. Clique no menu Arquivo>Propriedades do documento. Veja se existe bitmaps ou preenchimentos em outros padrões como mostra a imagem abaixo:

Se existir, volte para o layout e converta-os em CMYK. A alteração poderá ser feita na paleta de cores padrão do CorelDRAW®. Já as imagens, é necessário convertê-las em Bitmap CMYK.

Dica: No caso de preto chapado, se quiser um preto mais vivo, utilize a combinação C30% M0% Y0% K100%, caso contrário, o preto poderá sair com tons acinzentados.

Quando utilizar o degradê de uma cor sólida para o preto, normalmente ficará uma tonalidade mais acinzentada no meio do degradê. Para que isso não aconteça, acrescentamos 100% da cor sólida no preto. Veja os exemplos:

Importante: Essa diferença ocorre em qualquer software de edição configurado para o modo de cor CMYK.

Dica: Caso queira deixar outras cores do degradê mais reforçada, que não seja exatamente o AZUL, AMARELO E MAGENTA, basta fazer a adição do preto. Veja um exemplo abaixo:

 

Ah, lembrando que para marcas d'agua a composição de cor precisa ser superior a 10% de carga de tinta para cores claras, como por exemplo: Branco.

Para cor mais escura, no caso do preto, o ideal é que tenha uma diferença de 35% a 40%


Observação: 
É importante confirmar antes do fechamento do arquivo o padrão de cor utilizado, pois a utilização do RGB ou Pantone pode sofrer variação de cor ou não ser impresso no material, pois o padrão para a impressão é CMYK.